Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Parada para um check up

Desde de dezembro procuro tempo para realizar meu check up, mas graças a minha comissão técnica (diz-se: minha amada esposa que tanto se preocupa comigo) realizei os exames de sangue e tive agendado o teste de esforço e finalmente o tal do teste ergoespirométrico. Finalmente descobrirei qual o meu VO2max.
Já me disseram que não estou no grupo de risco, mas prevenir e conhecer nossos limites não custa nada. Realmente nada, pois o plano de saúde já foi pago. Então é usá-lo a meu favor. Precavido demais? Abaixo alguns motivos para tanta precaução:
Parar de treinar por passar mal inesperadamenteFicar mal humorado pela falta de treinosEnlouquecer ao ver alguém correndoVer o tênis pegando poeira no sapateiroDores nas costasAumento dos gastos com a vídeo locadoraFazer barriga com um regime extra-ordinário de pipoca e doces com os filmes da locadora O problema do ser humano é achar que um problema nunca acontecerá com ele.


Marcadores de rotas e treinos
Como já mencionei em algumas oportunidades, …

Gana

Toda vez que me deparo com esta palavra (gana) uma frase me vem a cabeça: “do que você é feito, rapaz?” Acho que ouvi esta frase em algum filme, onde o protagonista necessitava superar seus limites para conseguir alguma coisa. Bem americanizado o contexto, mas é realmente importante sabermos o quanto estamos engajados. Não estou falando simplesmente de correr, mas em nossas vidas. Como eu falava no último post, correr é mais que saúde para o corpo, é saúde mental. É desenvolver novos hábitos e trazer qualidade de vida para você e para os seus. Digo por experiência própria. A quantidade de pessoas que se motivaram a praticar a corrida depois que comentei sobre os benefícios e resultados me trouxe uma satisfação sem tamanho. É bom influenciar positivamente as pessoas. Ninguém aqui disse que será fácil, que não haverá momentos de preguiça, mas a sensação de missão cumprida ao final de cada treino rapidamente espanta estes pensamentos levianos.
Li na Revista O2 de dezembro #92 - complement…

Limites

Depois de quase três semanas treinando nas ruas do bairro tomei coragem para enfrentar o velho longão do final de semana na orla de São Francisco. Foram 12 Km divididos em duas etapas, com direito a corrida leve na primeira metade e corrida moderada na segunda. Minha satisfação foi manter o pace de 5’30” nos 6 Km finais, fato que me deixou surpreso com tão pouco tempo de treino. Isso só me motiva ainda mais para as próximas semanas de treino e chegar na Adidas Outono 2011 com disposição para bater meu recorde pessoal.
Minha amiga Marta ainda não se convenceu se adota a corrida como esporte. Adoradora do spinning, correr ocasionalmente para quebrar a rotina da bicicleta.

Na revista O2 de dezembro de 2010 - edição 92
A matéria "A importância da musculação" é para aqueles que pretendem ir além da boa forma correndo. Se você pretende participar de provas e correr atrás de resultados a musculação é uma atividade complementar a ser levada em conta intercalando com os treinos. Marcelo…

Quando o sol bater...

...na janela do seu quarto eu já estarei na rua, terei assistido o sol nascer entre nuvens pintadas de amarelo ouro.Terei cumprimentado um bocado de gente e presenteado com sorrisos, um sincero “bom dia”, um “isso ae”, um “mais uma volta?” ou um o curioso olhar de alguém tentando entender de onde se tira motivação para correr a esta hora da manhã. Terei visto as pessoas na fila para comprar o pão quentinho na padaria, o frentista se perguntando quantas vezes passarei por ali e o vira-latas que tenta me seguir por alguns metros e desiste. Terei vencido ladeiras e retas e tudo ao som de um MP3.

Importância da boa noite de sono. O treino desta quarta-feira particularmente foi muito bom, pois fui dormir na terça-feira muito cedo. A disposição era tamanha que resolvi partir para um treino de velocidade e força. Fiz o melhor tempo desde que montei este percurso de 7 Km no bairro para ir para o trabalho com o sorriso de um canto a outro da boca. Engraçado é que constantemente eu lembrava do v…

Playlist

O último domingo amanheceu como um lindo cenário de uma antiga propaganda. O céu estava azul, sem nuvens e com toda pinta de que seria um ótimo dia para se ir a praia. Beleza? Beleza nada. Eram quase sete da manhã quando pulei da camada e coloquei o tênis para tentar aproveitar a baixa temperatura da manhã. Os quase nove quilômetros tiveram direito a passagem pelo Horto Botânico de Niterói, mas novidade foi fazer o trecho pelo bairro no sentido contrário. Descobri uma inclinação antes despercebida na ida e sentida na volta. Mas o motivo palavra escrever este post é a influência da música na corrida. Música que me ajudou a enfrentar este novo e adverso trajeto.
Meu treino. Apesar da falta de paciência para montar uma playlist, sou adepto do MP3, mas procuro utilizá-lo em volume que me permita ouvir o que acontece ao meu redor. A música realmente contagia e se você tiver as músicas certas perceberá uma melhora no seu desempenho nas corridas mais longas e trechos complicados.
Nas últimas …

800 Km depois...

800 Km depois posso dizer que ser consistente foi o mais difícil nos últimos 100 Km. Conciliar os afazeres e os treinos tem sido difícil, mas apesar das faltas de dezembro começo a retomar o ritmo. O novo percurso de 7 Km passando por uma trilha dentro do Horto Botânico de Niterói ajuda a descontrair e diminuir a pressão desta vida corrida (esta sem tênis).800 Km depois correr por 1 hora sem parar não é mais um problema, manter um único ritmo não auxiliará no desenvolvimento de velocidade. Preciso retormar os intervalados para pensar em bater o recorde pessoal em março.Falando em março a Adidas Outono 2011 já está com inscrições abertas. Até 13 de fevereiro a inscrições poderá ser feita com desconto (salvo alteração no site).
Chegando à BahiaSão 804.3 Km corridos, mais de 100 dias, 103 horas e 19 minutos de treino para chegar ao estado da Bahia. Ainda não cheguei na metade do caminho, mas alcancei (virtualmente) o nordeste do país.

Exibir mapa ampliado
Nas revistas de dezembroO ritmo tá …