Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

Keep moving

Com os afazeres vencendo a resistência, o jeito foi encontrar formas de manter o corpo se mexendo. Nunca será a mesma coisa, mas é muito melhor do que ficar parado. Nas últimas semanas redescobri a natação e me permiti conhecer o Tai Chi Chuan. A arte chinesa me fez lembrar de um antigo hábito nipônico, o Aikidô. Voltar a dar algumas braçadas nesta época do ano em que o calor é muito forte tem sido muito bom e prazeroso. Os 40 minutos de treino ajudam a trabalhar a parte cardiorrespiratória e a trabalhar os membros (sempre abandonados) superiores. O Tai Chi Chuan tem sido uma maneira interessante de trabalhar algumas partes do corpo, além de praticar o alongamento de braços e pernas. Farei de tudo para manter esta aula dominical na minha agenda. É um exercício muito interessante. As coisas estão melhorando. Vejo que muito em breve recolocarei o tênis no pé.

Corrida das Academias CAIXA KIDS

Estava passeando no facebook quando um post me chamou a atenção pela sua frase: "O mundo muda com seu exemplo, não com sua opinião". Foi o necessário para falar da corrida infantil que nosso rebento participou no neste último domingo. Dia nublado, chuviscando, temperatura na casa dos 24ºC... PERFEITO PARA SE CORRER! Levantamos cedo e seguimos para o CEFAN, na Penha. Ver a marinha brasileira ceder espaço para o esporte, e principalmente para as crianças, realmente um ato de grandeza.  Com a destruição do Estádio Célio de Barros as crianças cariocas ficaram carentes de uma pista de corrida, mas por pouco tempo. O CEFAN cedeu sua ótima pista de atletismo para continuar alimentando o sonho de pequenos e dos grandes. Realmente não sei quem se diverte e se emociona mais nestes eventos. As crianças, competitivas por natureza, dão de tudo nas suas baterias e os pais de olhos marejados e coração na mão os acompanham dentro e fora da pista. O que está em jogo? Nada. O simples prazer de…

Implosão do elevado da perimetral altera horário da largada da Nike Rio

HÁ ALGUMAS SEMANAS ATRÁS...
O trânsito estava um caos desde que foi fechado o elevado da perimetral. O plano não era bom, mas era o que dava com o orçamento. O plano de demolição estava atrasado. Culpa em parte da chuva. Culpa por não poder contratar o efetivo adequado para o trabalho. O assessor do prefeito pensara em  uma dúzia de justificativas, mas se convencera com nenhuma delas.
Subiu a escadaria e respirou fundo antes de entrar na sala de reunião. Todos olharam para ele e pareciam não respirar aguardando por suas palavras.
- Vamos ter que adiar. Estamos muito atrasados.
- Mas que m...!
- Sinto muito, chefe. Foi o que deu para fazer. Talvez daqui a uma semana.
- Precisamos pensar em algo para dizer na coletiva.
- Fale sobre responsabilidade e segurança. - disse um outro no canto da sala.
- Responsabilidade? - riu o prefeito.
- Estamos atrasados. Como falar de responsabilidade?
- Só dizer que a mudança de data foi pensando no melhor para população, por conta do horário, menos gen…

Vem aí a Nike RIO corre 5K/10K*

Me desculpem os caçadores de aventuras, que sonham com novos percursos e desafios diferentes, pois preciso dizer que correr no Aterro do Flamengo é muito bom. É o nosso sambódromo, nosso Maracanã. É a certeza de estar no mais belo dos palcos em busca de conquistas e alegrias. Não dá para enjoar. Seria negar o Maraca nas tardes de domingo.  Com este espírito que no próximo dia 24 vou para a Nike Rio Corre 5K/10K, a prova que mexeu com a cabeça dos corredores em 2012, com seu pacote de atrações no antes, durante e no depois da prova. A corrida faz parte do Festival dos Esportes, um grande evento que também vai oferecer atividades de futebol, skate e cultura. Além disso, estão previstas muitas surpresas ao longo do dia. As inscrições estão abertas exclusivamente no site www.nikeriocorre.com.br e menores de 25 anos e maiores de 60 pagam meia.
Antes da corrida, via redes sociais, os participantes poderão entrar em desafios que, se vencidos, ativarão algumas surpresinhas. E como correr é uma e…

O grande equilibrista

Outro dia eu estava vagando na Internet e não percebi que o silêncio da madrugada foi tomando seu espaço. Era um silêncio reconfortante para uma cabeça que passa o dia em meio a barulhos e vozes. Era o primeiro momento em dias que eu tinha oportunidade para me ouvir, refletir sobre as coisas e entender o que eu precisava fazer para retomar o controle sobre meu tempo. Minhas idéias ganharam força quando comecei a procurar uma imagem de um equilibrista de pratos. Há um tempo eu havia feito esta metáfora sobre meu cotidiano, mas ultimamente a única coisa que eu percebo são os cacos no chão. Um texto de mesmo título postado pelo blogueiro Pablo Massolar me trouxe alívio e a esperança de que as coisas retornarão ao normal em breve. Lembrei das palavras de alguns amigos e encontrei conforto, pois nada acontece por acaso. A parada foi necessária para se recobrar o equilíbrio, pois sei mais do que ninguém que a jornada tem sido intensa. A maratona agora tem sido sem o tênis e faz parte do viv…