Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2014

O que é preciso para se tornar um corredor?

A revista Runners World entrevistou simplesmente Geoffrey Mutai, o maratonista mais rápido do mundo. Em suas breves e simples palavras contou o que ele fez para chegar onde chegou e sobre as possibilidades de se correr ainda mais rápido.
Antes de qualquer outra coisa é preciso lembrar que a relação do Quênia, seu país, com a corrida é a mesma que o nosso tem com o futebol. Juntou um punhado de crianças vão elas a correr imitando seus ídolos.
Durante a entrevista nada foi falado sobre dietas especiais. Treinador? Ele disse que não tem, mas reconhece a utilidade para algumas pessoas e em determinadas situações. Ele particularmente treina com outros corredores. Eles se puxam, se aprimoram, reforçando a tese dos treinos coletivos.
Há tempos vi em outra reportagem o tal local de treino. Uma pista de terra vermelha que possivelmente tem os 400 metros da pista olímpica. Para ganhar força ele participa de diferentes provas para fortalecer o corpo, dentre elas provas de cross-country (fora do asf…

Asics Kayano 18: meu legado sobre a corrida

Fazem 11 meses e uns 1.200 quilômetros desde que escrevi meus primeiros comentários sobre este tênis. Provas foram disputadas, terrenos desafiados e meu fiel companheiro sobreviveu com dignidade ao desafio. Heróico, ele durou praticamente duas vezes mais que qualquer tênis que tive. Mas o fascínio por este tênis não é apenas meu. O post que escrevi sobre ele acumula mais de 2.000 visitas! Realmente estamos falando de um produto diferenciado.
Tempos atrás, assistindo uma aula sobre sistemas de produção um professor informou que a cada 100 unidades, 97 saem dentro das especificações, 2 nascem com defeito, enquanto 1 fica acima da média. Me pergunto se fui o felizardo que recebeu este tênis único, ou se meu desenvolvimento técnico contribuiu mais do que eu esperava para durabilidade do tênis. Talvez o próprio tênis tenha ajudado a me desenvolver tecnicamente, visto que foram meses a fio sem nenhuma lesão.
Na volta do último treino percebi que um buraco no tênis, que abrira exibindo meu ded…

Uma planilha, um prato e uma cama

Há tempos se fala que para você treinar bem são preciso três coisas: um bom plano de treino, uma alimentação adequada e uma boa noite de sono. Em decorrência da rotina trabalho/estudo cumprir com a noite de sono está sendo bastante difícil. A luta com o alarme é diária. Acordo num pseudo estado de consciência, passo o dedo na tela do smartphone e... volto a dormir. Para contornar a situação, acabei montando um plano B e cumpro com os treinos na esteira da academia no final do dia. Obviamente a série de musculação sobe no telhado.
Ultimamente decidi compartilhar um pouco dos bastidores para mostrar que a euforia do corredor realmente vem da endorfina. Não somos loucos. Enfrentamos as mesmas dificuldades diárias de qualquer pessoa, mas decidimos colocar o par de tênis e sair para vencer o asfalto, ou a lona da esteira. Para você que está começando, ou que está lendo estas linhas em busca de inspiração, eu posso lhe dizer que vale a pena. Pouca coisa nesta vida trás um retorno tão imediato…

Primeiras promessas

Virada de ano... hora em que avaliamos o que fizemos no ano que se encerrou e momento em que fazemos nossas primeiras promessas. Seguindo a boa cartilha do corredor, já defini minha primeira prova para 2014: o Circuito do Sol. Corredor sem meta é corredor que não treina. Treinar é o que nos garante uma boa prova, logo uma coisa leva a outra. Assim, tento cumprir com a segunda promessa: voltar a treinar com regularidade. A primeira semana de treinos chega ao fim e como foi difícil retomar a rotina com este calor. Teve treino de manhã e a noite tentando fugir da alta temperatura do verão carioca. Foi o que deu, mas valeu a pena mesmo em marcha lenta. Com objetivos bem mais modestos que os de 2013, volto a treinar com planilhas genéricas para distâncias curtas. Este ano acho improvável que eu consiga tempo para treinar para as meias, mas como dizem que a vida é uma caixinha de surpresas vou me concentrar neste primeiro ciclo. O futuro o tempo dirá.
Boas passadas!