Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2016

Rebuild

Umas das coisas que mais admiro nesta vida é a possibilidade de mudar as coisas. De desenvolver, criar, crescer. Uma das coisas que mais tenho receio nesta vida é o imponderável, pois ele é a pitada de improvável em nossos planos, mas como diria Darwin, os organismos mais bem adaptados ao meio têm maiores chances de sobrevivência. E assim vou eu após praticamente cinco meses sem colocar o tênis.
Sair hoje cedo (não tão cedo quanto nos velhos tempos) para meu primeiro treino do ano foi muito bom. Não aconteceu nada de novo ou inesperado. Trote leve por quarenta minutos, coração com frequência alta e algumas dores de um corpo há muito abandonado.
O céu de outono azulado e sem nuvens era mesmo de outros anos. Os poucos corredores que acordam cedo eram praticamente os mesmos. O que mudou? Tudo, pois a cada passo ficamos mais fortes, mais resilientes e capazes de buscar o melhor para nós e para àqueles que nos cercam. É a busca incansável pelo equilíbrio corpo/mente para viver de uma única m…

Davi e Golias

Nos últimos dias estava pensando na antiga estória de Davi e Golias, onde o pequeno pródigo venceu o gigante. Foi difícil não associar aquela situação a que estou vivendo recentemente, onde fui derrotado por um pequeno mosquito. Sim, ele foi responsável por me derrubar. Sua funda se chama zika. A gente fica fraco, cheio de pintas vermelhas pelo corpo, dor nas juntas e mãos inchadas. Lá se foram 7 dias e... ainda estava meia boca. Ali com 10 dias eu pude dizer que tinha condições reais de voltar a vida normal, sem pintas, inchaços ou dores significativas. Ainda me sinto fraco, mas tenho esperança de tentar um trote durante estes dias de carnaval. Quem sabe no domingo, ou mesmo na segunda. Uma hora tenho que consegui retornar. Olho para o velho companheiro de alvorada saudoso, das cores, cheiros e... da endorfina.
Boas passadas.