Pular para o conteúdo principal

Vida de corredor

Passavam das nove da noite quando finalmente cheguei em casa, mas hoje é dia de correr! Minha sogra estava com meu filho, acordado, apesar de saber que ele deve dormir às oito. Enquanto me trocava correndo passava instruções para colocá-lo para dormir. Minha cunhada chegou também! Estava nas redondezas e passou para visitar o sobrinho. Coloquei-a no computador e fechei a porta do quarto para reduzir a luminosidade da sala, onde minha sogra tentava ninar o pequeno rebento. Apaguei a luz e liguei no canal 215, apelidado carinhosamente de rádio para acalmar selvagens. Agora bastava minha sogra encostar-se ao sofá e aguardar a natureza levar meu filho para o mundo dos sonhos.

O celular toca. Era minha esposa avisando que em vinte minutos chegaria do trabalho para levar a mãe em casa. Vinte minutos, mas ela poderia se atrasar. Terminei de calçar o tênis, liguei o monitor cardíaco e desci para correr. Estabeleci um circuito no estacionamento do condomínio. A volta completa tem uns 400 metros.

O céu reprovara minha iniciativa. Com raios e trovões gritava para que eu voltasse para casa, mas teimoso que sou, continuei até pouco mais de dezenove minutos. Minha esposa realmente chegara nos prometidos vinte minutos, a chuva começava a cair e eu tive que subir para ficar com meu filho, que provavelmente estava acordado ainda. Que chuva. Nem se pudesse teria como retomar a sessão do treino. Inconformado, ajustei despertador para tocar às cinco e meia da manhã seguinte.

Levantei num pulo. Olhei pela janela e percebi que ainda chovia, mas dava para encarar. Vesti a roupa como um ninja, para não acordar minha esposa, calçei o tênis, abri a porta e meu filho acordou chorando de fome! Mamadeira aquecida, bebê saciado, e agora sim, desci para correr. Afinal, eu preciso me exercitar. Mas só por sessenta minutos, pois preciso correr para não chegar atrasado ao trabalho.

Comentários

  1. vc fez uma maratona completa,atençao a sogra esposa,preocupação com rebento.E conseguiu ir malhar.Não satisfeito ainda foi super pai antes de ir correr,PERFEITO ESSE MEU AMIGO

    ResponderExcluir
  2. Coisa de virginiano, não é Lilica?

    Grande beijo.

    ResponderExcluir
  3. uau, ultrapassou os limites para poder praticar o esporte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Constantemente a vida testará nossa vontade de fazer qualquer coisa. Se amolecermos, será mais uma coisa a ficar de lado. Mas vamos que vamos!
      André

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por você passar por aqui.
Deixei sua opinião ou comentário sobre o tema. Uma boa conversa é sempre salutar.
Boas passadas!

Postagens mais visitadas deste blog

André e seu novo tênis: Asics Gel Cumulus

É o Cumulus! O tênis me obrigou a fazer uma homenagem ao velho humorista que tive a satisfação de conhecer na minha infância, quando os Trapalhões passaram por Recife. Mas Cumulus é o nome do meu novo parceiro de corrida. O Asics Cumulus é um tênis com ênfase no amortecimento, mas não tão caro quanto o Asics Nimbus ou o Asics Kayano. Teste de rua. O tênis é realmente impressionou, com um amortecimento realmente inesperado. Para quem lê pela primeira vez este blog, eu estou trocando os tênis com ênfase em estabilidade por aqueles com ênfase em amortecimento. Há algum tempo busco um bom ortopedista para diagnosticar uma dor, que acho ser na crista ilíaca (depois de muito procurar em mapas de anatomia), ao invés de passar simples anti-inflamatórios.  Eu defendo uma têse de que a dor seja consequência do impacto, tanto que enquanto usei o Adidas Cushion (amortecimento) ela diminuiu. Quando voltei para o Asics Kayano (estabilidade), assim como quando usei o Adidas Sequence ela se fez mais pr…

Você é um corredor iniciante, intermediário ou avançado?

A Runners de fevereiro (Ed. 28) começa com uma matéria muito interessante na seção Treino. A matéria Semanão fala sobre a importância dos ciclos no desenvolvimento do corredor e que tentar colocar em uma única semana todos os tipos de treino é algo realmente complicado, quando não, improvável de ser feito. A sugestão é adotar um intervalo de tempo maior para que possamos incluir todos os treinos necessários para nosso desenvolvimento. A idéia é boa, simples e de praxe a revista ainda apresenta sugestões para os treinos de qualidade. Mas o que mais me marcou na reportagem foi a forma como foi identificado o nível do corredor. É a primeira vez que vejo algo do gênero, então segue o registro:Iniciante: aquele que corre até 24 Km semanaisIntermediário: aquele que corre de 24 Km a 48 Km semanaisAvançado: aquele que corre de 48 Km a 64 Km semanaisComo você se vê? Sua quilometragem semanal será determinante para o desenvolvimento de sua capacidade como corredor, seja seu objetivo ganhar resi…

O segredo dos corredores quenianos

Passei a semana procurando informações sobre corredores quenianos. Achei matérias que justificavam o desempenho deles o fator genético, outros usaram os treinos em altitude (O Quênia está a mais de 2.000 metros do nível do mar) e por fim a dedicação. A matéria O SEGREDO DOS CORREDORES QUENIANOS de Javier Triana humaniza os feitos dos queniano, mostrando mais uma vez que somos fruto do meio. A necessidade mais uma vez faz o homem. Prova disso foi que o "britânico" Mo Farah, vencedor dos 10.000 metros e o Kiprotich de Uganda fizeram. Eles treinam no Quênia, no High Altitude Training Centre, a capital mundial da corrida em distância - veja reportagem na The Finisher.
Com um estilo de vida tão simplório, correr sempre foi algo necessário para cruzar distâncias. Como foi bem dito na reportagem, eram 10 quilômetros para ir para a escola e outros dez para voltar para casa. Assim como a bola está para as crianças brasileiras, a corrida está para as crianças quenianas. A especializaçã…