Pular para o conteúdo principal

Iguana, O2 e muito mais no calendário de 2014

2014 promete! Frase batida, mas que carrega a esperança de dias ainda melhores. Para quem já corre o calendário das duas principais organizadoras de provas 2014 vem recheado. As surpresas do calendário ficaram por conta do tradicional Circuito das Estações, organizado pela O2, que não terá mais as camisas da Adidas. A Mizuno assumiu o posto. Por falar em Mizuno, ela também está lançando um circuito de meias maratonas puras (sem distâncias intermediárias) com uma série de etapas que correrá o ano por várias capitais. Fui até o site da Mizuno, mas não vi informações sobre o calendário. É esperar para ver o que eles não oferecerão em matéria de datas e percurso.
O ano das crianças começa com a São Sebastiãozinho, mas o calendário ainda é pobre. Até onde pude pesquisar para este post, teremos outras duas boas prova apenas no segundo semestre.
Iguana vem com seu calendário, tendo (na minha humilde opinião) o Circuito Athenas e a Golden Four Asics como estrelas.
A Corrida da Ponte parece que ganhou ritmo e disposição, pois teremos nova edição da prova em 2014. A distância ainda não de uma meia maratona, mas o que importa? É uma prova com um visual ímpar e um nível de dificuldade grande se tivermos um dia ensolarado. Afinal, já viu sombra em cima da ponte? E por falar em ponte, como ficará o percurso com o fim da perimetral? Curiosidade que apenas 2014 será capaz de responder.
Para quem gosta da vida fora do asfalto, segundo o site Webrun já temos previsão de algumas corridas off road para 2014. As tradicionais séries XTerra e XC anunciaram a manutenção de suas etapas. Novidade para mim é a série Montain Do, ainda pouco divulgada com um circuito nacional também. Tendo mais detalhes, prometo compartilhar.
Desejo à todos uma ótimo 2014 com muita saúde, disposição, quilômetros e medalhas. Medalhas que registram nossas conquistas e etapas de nossas vidas.

Boas passadas!

Comentários

  1. André, comecei a correr este ano e seu site tem me ajudado muito! Estou relendo os posts antigos e me motivando mais e mais! Obrigada pelo lindo trabalho!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e pelo elogio. Este blog foi um trabalho que comecei buscando foco e motivação, pois manter a disciplina sobre qualquer coisa é um dois atos mais difíceis neste mundo moderno. Com tantas novidades e alternativas parece que estar começando algo é o estado natural para qualquer atividade não profissional. Hoje, acredite, escrevi para manter o foco e a motivação. Nada mudou! A vida ainda é um desafio e ser constante continua sendo uma decisão a ser tomada quando abrimos os olhos e tiramos a cabeça do travesseiro.
      Fico feliz que está experiência esteja lhe ajudando, o que me motiva mais a escrever.
      Continue acompanhando e participe das promoções que haverão em breve. A Iguana Sports acredita neste espaço e continuará a oferecer cortesias aos leitores do blog.
      Assim, lhe desejo boas passadas e muita sorte nos sorteios.

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por você passar por aqui.
Deixei sua opinião ou comentário sobre o tema. Uma boa conversa é sempre salutar.
Boas passadas!

Postagens mais visitadas deste blog

André e seu novo tênis: Asics Gel Cumulus

É o Cumulus! O tênis me obrigou a fazer uma homenagem ao velho humorista que tive a satisfação de conhecer na minha infância, quando os Trapalhões passaram por Recife. Mas Cumulus é o nome do meu novo parceiro de corrida. O Asics Cumulus é um tênis com ênfase no amortecimento, mas não tão caro quanto o Asics Nimbus ou o Asics Kayano. Teste de rua. O tênis é realmente impressionou, com um amortecimento realmente inesperado. Para quem lê pela primeira vez este blog, eu estou trocando os tênis com ênfase em estabilidade por aqueles com ênfase em amortecimento. Há algum tempo busco um bom ortopedista para diagnosticar uma dor, que acho ser na crista ilíaca (depois de muito procurar em mapas de anatomia), ao invés de passar simples anti-inflamatórios.  Eu defendo uma têse de que a dor seja consequência do impacto, tanto que enquanto usei o Adidas Cushion (amortecimento) ela diminuiu. Quando voltei para o Asics Kayano (estabilidade), assim como quando usei o Adidas Sequence ela se fez mais pr…

Você é um corredor iniciante, intermediário ou avançado?

A Runners de fevereiro (Ed. 28) começa com uma matéria muito interessante na seção Treino. A matéria Semanão fala sobre a importância dos ciclos no desenvolvimento do corredor e que tentar colocar em uma única semana todos os tipos de treino é algo realmente complicado, quando não, improvável de ser feito. A sugestão é adotar um intervalo de tempo maior para que possamos incluir todos os treinos necessários para nosso desenvolvimento. A idéia é boa, simples e de praxe a revista ainda apresenta sugestões para os treinos de qualidade. Mas o que mais me marcou na reportagem foi a forma como foi identificado o nível do corredor. É a primeira vez que vejo algo do gênero, então segue o registro:Iniciante: aquele que corre até 24 Km semanaisIntermediário: aquele que corre de 24 Km a 48 Km semanaisAvançado: aquele que corre de 48 Km a 64 Km semanaisComo você se vê? Sua quilometragem semanal será determinante para o desenvolvimento de sua capacidade como corredor, seja seu objetivo ganhar resi…

O segredo dos corredores quenianos

Passei a semana procurando informações sobre corredores quenianos. Achei matérias que justificavam o desempenho deles o fator genético, outros usaram os treinos em altitude (O Quênia está a mais de 2.000 metros do nível do mar) e por fim a dedicação. A matéria O SEGREDO DOS CORREDORES QUENIANOS de Javier Triana humaniza os feitos dos queniano, mostrando mais uma vez que somos fruto do meio. A necessidade mais uma vez faz o homem. Prova disso foi que o "britânico" Mo Farah, vencedor dos 10.000 metros e o Kiprotich de Uganda fizeram. Eles treinam no Quênia, no High Altitude Training Centre, a capital mundial da corrida em distância - veja reportagem na The Finisher.
Com um estilo de vida tão simplório, correr sempre foi algo necessário para cruzar distâncias. Como foi bem dito na reportagem, eram 10 quilômetros para ir para a escola e outros dez para voltar para casa. Assim como a bola está para as crianças brasileiras, a corrida está para as crianças quenianas. A especializaçã…