Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2012

Sobreviveremos ao nosso imediatismo?

Hoje gostaria de lhe sugerir uma leitura diferente. Gostaria de compartilhar minha reflexão sobre as matérias DINASTIA VITORIOSA e CHANCE DE OURO, pois me perguntei se os esportes olímpicos terão forças para sobreviver ao imediatismo do brasileiro. A grande maioria "comprou" a cultura do consumo descartável. Que as coisas são feitas da noite para o dia. A percepção é que nada foi feito para durar, nem os ídolos. Talvez o grande problema seja este, pois depois do Guga Kuerten não tivemos (na minha humilde opinião) um novo ícone para o povo. Sua aposentadoria prematura foi também um baque. Tirando o futebol e mais recentemente o vôlei, tudo não passa de casos isolados. Mesmo o Vanderlei Cordeiro não conseguiu criar muita energia fora do círculo do atletismo.
O que desejo chamar a atenção é para o fato de que apenas o tempo e a dedicação contínua será capaz de criar grandes atletas. A exemplo do que acontece no Quênia, Etiópia e países próximos. A exemplo do que acontece com o n…

O que você espera depois de tanto treino?

Como este é o post de número 167 e possivelmente não é sua primeira visita a este humilde blog, a pergunta não é se gostamos de correr, mas o que podemos esperar depois de tantos treinos. E quanto mais eu leio mais me impressiono com a evolução e dinamismo do ser humano que pratica uma atividade física (no nosso caso, a corrida). As reflexões abaixo são fruto da leitura da THE FINISHER #11.
Vou começar pelo alongamento. Já li de tudo sobre o assunto. Uns dizem que é bom fazer apenas depois do treino, outros que é bom apenas antes. Mas a conclusão é que recuperar a flexibilidade do músculo é o  importante para um desempenho melhor e prevenir-se contra lesões. Assim, faça alongamento. É o jeito mais simples que possuímos para manutenção de nossa musculatura. 
Repouso. Dormir também faz a diferença. As horas de sono são fundamentais para seu bem estar. Logo também para seu desempenho na corrida. Não adianta sacrificar a hora de descanso para treinar. É o prelúdio para uma lesão. 
O core. Fo…

Circuito Athenas 2012 - 3a Etapa - 4K

O sol ensaiava os primeiros raios da manhã quando levantei para tomar o café. É um ritual silencioso, quase de reflexão. Penso na corrida, nos 4 Km que me propus a fazer. A meta era concluir abaixo de 20 minutos, mas a semana sem treinos talvez se tornasse um obstáculo maior do que eu pudesse mensurar. Penso nos amigos que irei reencontrar e a ansiedade desaparece junto com o último pedaço do sanduíche que eu comi no desejum. Troco rapidamente de roupa, dou um beijo na sonolenta esposa, outro no rebento e me coloco porta a fora.
Sem trânsito o trajeto até a subida da ponte foi rápido. Tão rápido quanto o tempo que tive para ver o sol nascer entre nuvens, por cima da igreja do bairro de São Lourenço e a travessia da ponte. Quando parei o carro no estacionamento próximo do Museu de Arte Moderna (MAM) foi que me dei conta de quão perfeita estavam as condições para correr. Sol encoberto e calor abaixo do esperado.
Como eu tinha tempo de sobra para a largada, sai a caminhar entre as barracas…

Circuito das Academias de Niterói - 2a Etapa

Daqui a quatro semanas estarei participando da minha primeira (grande) corrida off-road. Como parte da preparação resolvi participar desta prova de 5 Km devidamente dividida entre um trecho de asfalto e outro de areia. Não esperava uma prova cercada de badalação, visto o feriadão. Foi um evento com público reduzido, praticamente local. Acho que haviam menos de 300 corredores, mas a adrenalina era a mesma dos grandes eventos. A parte boa é que o pequeno efetivo facilitou a largada, que apesar das oito e meia, foi boa. O Cara lá em cima facilitou nossas vidas com um dia nublado e com a temperatura em torno dos 23ºC.
A corrida. Com um pequena atraso partimos para os 2,5K de asfalto. Antes do primeiro quilômetro o pelotão já havia se distanciado e os amadores se distribuíram nas ruas. O nível do niteroiense está tão alto que pouco pude fazer. Na posição que larguei, foi a posição que terminei. Não consegui alcançar meu 10º colocado, mas também não tive trabalho com o 12º corredor. Por iron…

Outubro Rosa

Na última sexta-feira quando retornava do trabalho avistei o Museu de Arte Contemporânea iluminado em cor rosa. Em outubro o alerta vermelho é substituído pelo alerta rosa. O mundo muda de cor por suas mulheres. São elas que populam o mundo. São elas que possuem o poder para perpetuar a vida. São elas que mantém o mundo, pois sinceramente pouco mudou para os homens desde as cavernas. A maioria continua passando a maior parte do tempo fora de casa caçando, não com lanças e arcos, mas com telefones e computadores. Elas não. Elas se transformaram e além de manterem família se propuseram a caçar também. Cada dia um número maior delas desafia os limites do corpo e da mente para cumprir com uma jornada dupla, triplo ou mesmo quádrupla ou quíntupla, com família, casa, trabalho, estudos e talvez algum lazer. É preciso realmente separar tempo para se dedicar a alguém tão capaz e outubro foi eleito o mês da campanha contra o câncer de mama. Enquanto eu ultrapassava os 3.000 Km corridos no último…

Keep RUNNING

Para vocês que gostam do clipping que mensalmente faço da Revista Runners, tenho uma novidade: nos próximos posts trarei resenhas sobre a Revista THE FINISHER, edição 011. A THE FINISHER é uma publicação bimestral. Parecida, mas diferente das demais. Tem uma programação visual moderna e mesmo (ainda) não sendo íntimo de seu conteúdo posso dizer que possuí consistência. Ela sabe oferece com propriedade inúmeros temas bastante curiosos, além de uma visão diferenciada sobre performance. Talvez fruto do tempo que a equipe possui para produzir cada edição, ou simplesmente um jeito diferente de enxergar este nosso esporte.

EMBAIXADOR IGUANA
Este espaço que nasceu despretensiosamente para me ajudar a manter o foco e com a corrida no meu cotidiano me trouxe uma oportunidade no mínimo inusitada. A área de marketing da Iguana Publishing entrou em contato me convidando para assumir uma posição no mínimo curiosa: Embaixador Iguana. A missão é falar sobre as publicações da editora. Hora! Por que não…

Em busca dos bons e velhos hábitos

Apesar da renovada motivação, eu precisa recuperar minha rotina e acordar cedo seria o desafio da hora. A noite de domingo para segunda foi roubada por um filme. Era o "novo" jeito de fechar o final de semana. Quando o filme acabara, o relógio marcava duas da matina. Já era o treino da segunda.
Passei o dia pensando no que ocorrera, decidido a reverter esta situação na noite seguinte. Era certo que não treinar na terça seria o prenúncio para mais uma semana comprometida de treinos.
Cheguei em casa a noite e após curtir um tempo com o rebento, coloque-o para dormir e fui fazer a mesma coisa. Rapidamente fiz o que tinha que ser feito, tive uma breve conversa com a minha esposa e inacreditavelmente eu estava deitado às dez e meia. Seis horas e meia depois eu me levantava para treinar. Parecia quase algo novo. Setembro passou. Cumpri com apenas 5 dos 13 treinos programados.
Fatores que contribuíram para a noite de sono: não chegar perto do computador e manter a televisão desligada.