Pular para o conteúdo principal

O que achei no calendário de provas para 2013 - ERRATA

Como será amanhã?
Responda quem puder 
O que irá me acontecer? 
O meu destino será 
Como Deus quiser 
Como será?...

Como há tempos foi dito, quem canta os males espanta. E eu estou tentando espantar a frustração após ver o calendário das empresas que promovem corridas de rua neste início de ano. A surpresa até o momento ficou por conta da Iguana, que antecipou para o mês de abril a etapa do Rio de Janeiro da Golden Four Asics, contrariando o que havia de melhor para ser a meia maratona mais rápida da temporada. 
A G4 conciliava temperatura baixa com um percurso plano (tirando o trecho final do Elevado do Joá). Minha experiência diz que abril não é um bom mês para se correr 21 Km no Rio de Janeiro. A Corrida da Ponte 2011 foi a prova viva disso, onde a trilha sonora da corrida foram as sirenes das ambulâncias que trabalharam muito no resgate de corredores que passavam mal, tentando vencer o duro e quente percurso.
Neste momento enxergo apenas uma meia maratona e a Maratona do Rio como as provas alvos para este ano, sendo que a meia maratona nem no Rio seria. 
Talvez esta minha interpretação do calendário seja fruto do desejo de correr uma maratona este ano, mas ainda amarrado a um hábito de correr três meias durante o outono/inverno. Lendo o blog do Leo Mesquista me lembrei que uma maratona consome no mínimo 6 meses de nossa vida. Esperei pela inscrição para lançar este texto. É!!! Acabei de me inscrever. Já era. Agora é treinar, treinar e treinar. Mas só irei me preocupar com isso depois do dia 27, quando correi os 5K do Circuito do Sol.
VOLTANDO AO TEMA DESTE POST
Ao contrário de Belo Horizonte, o Rio não só manteve todas as provas dos últimos anos, mas ganhou a SÉRIE DELTA, que tradicionalmente ocorria em São Paulo. Àqueles que buscam provas de 5 e 10 Km o calendário está recheado de opções. Na aba SITES INTERESSANTES deste blog existem vários sites divulgando o calendário de provas para a cidade, mas resolvi colocar três links importantes neste post para facilitar o acesso dos meus amigos iniciantes:


QUANDO RELI O POST
Eu não tinha percebi o quanto me frustrou a mudança da G4. O post é um verdadeiro chororô. Me senti obrigado a melhorá-lo.

GOOGLE MAPS
Você já parou para medir o quanto você correu?

Exibir mapa ampliado

Boas passadas!

Comentários

  1. Oi, André.

    Definido seu objetivo, a hora é focar nos treinos. Desejo sucesso nas suas corridas de 2013. Que sejam muitos km's de alegria e felicidade!!!

    Forte abraço

    Helena
    http://correndodebemcomavida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Helena!
      Impor uma meta nos direciona. Funciona comigo, pois me obriga a encontrar uma jeito de fazer acontecer. Realmente espero que sejam muitos quilômetros de alegria e felicidade.
      Abraços
      André

      Excluir
  2. André to animado para correr a G4, to treinando nesse calor que tá fazendo na nossa cidade. Hoje até que ta chovendo...rs...

    Minha meta é a G4 em abril, correr em dupla a k21 em arraial, a meia da ponte, a meia do rio, e quem sabe a meia internacional.. talvez o circuito athenas....quem sabe o xterra..; o resto que vier é lucro.... Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Victor,
      Você citou todas as provas que coloquei no meu calendário particular, mas acho que não tenho máquina para aguentar tanto. Meu limite nos dois últimos anos foram 3 meias maratonas. Como este ano farei de tudo para correr a maratona da caixa, não sei o que fazer.
      A carga de treinos por si só é muito alta.
      Vamos ver.
      Obrigado pela visita :-)
      Boas passadas!
      André

      Excluir
  3. André,
    engraçado, amigo, eu já fiquei feliz com a antecipação da Asics. Como farei minha estreia na maratona em setembro, dá tempo mais que suficiente para me preparar. Só que minha preparação para a maratona é bem mais curta. Pretendo adaptar algo parecido com o Ironguides, que é de 13 semanas.
    Quanto à Asics, realmente começo de abril é complicado em relação ao calor. Mas a largada é às 7h, enquanto a ponte foi às 8h. Ano passado também morri de medo do calor na Athenas, em outubro, e no final foi tranquilo. Por que você não arrisca? eu vou arriscar!
    Você é como eu, usa as metas como elementos de motivação ao longo do ano! bacana!
    abração,
    sergio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sérgio, meu amigo.
      Como disse, virou uma choradeira o post :-)
      PARA MIM A GOLDEN FOUR ASICS FOI AMOR A PRIMEIRA VISTA. Escrevo para quem quiser ler, mas fazer o que? É uma prova que eu contava para fazer o recorde pessoal. Foi assim em 2011 e só não foi no ano passado, por causa do momento de recuperação que eu passava, mas foi a Meia mais rápida que corri em 2012.
      Tenho certeza que no início de março vou estar lhe procurando para combinarmos o ponto de encontro na largada rsrssrs
      Forte abraço,
      André

      Excluir
  4. tô precisando definir umas provas pra 2013, pra dar uma motivada nos treinos:)
    mas uma prova já é certa: a maratona do Rio!

    vou dar uma olhada nessa da asics... se a largada for por estes lados onde tô morando agora, eu encaro, com ou sem calor:)
    bom, com o calor que tem feito e meus treinos às 11h30 na av. das américas, já posso me considerar treinando:)

    sucesso ai na conquista das metas!




    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Definitivamente você é uma guerreira, Elis. Acho que eu nunca corri às 11h30 neste quase 3 anos de corrida. Definitivamente você está pronta para qualquer coisa que vier no nosso calendário. Afinal, o caldeirão do Rio tem preparar para qualquer coisa.
      Obrigado pelos votos. Desejo o mesmo para você!

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por você passar por aqui.
Deixei sua opinião ou comentário sobre o tema. Uma boa conversa é sempre salutar.
Boas passadas!

Postagens mais visitadas deste blog

André e seu novo tênis: Asics Kayano 20 NYC

Segundo o Garmin Connect foram 771 km corridos em 105 treinos. Foi assim que larguei o aço no meu antigo Asics Kayano 20. Gostei tanto dele que dei um jeito de encontrar seu irmão siamês, criado exclusivamente para homenagear a Maratona de Nova Iorque de 2013. Após o cancelamento da prova em 2012, o retorno de uma das mais tradicionais provas de rua precisava ser cheia de pompa. E a Asics não brincou em serviço. Além de muito bonito, o tênis tem tudo o que preciso para continuar evoluindo até outubro: estabilidade e conforto.
Muito já foi dito sobre a importância (ou não) do tênis na vida de um corredor. Eu sou do time que acredita que um bom tênis faz a diferença, tanto que hoje eu aceito usar qualquer tênis para correr desde que seja o Asics Kayano. Dentre minhas teorias eu acredito que ele seja o tênis mais eficaz para corredores de pisada pronada e que pesem mais de 90 kg. Como já mencionei em outros posts sobre tênis, já tentei utilizar outros modelos sem muito sucesso. Alguns aca…

Asics, Fundação do Câncer e o GEL-Noosa TRI 10

A Asics e a Fundação do Câncer chegam ao terceiro ano de uma campanha, onde 10% da receita da compra de produtos da coleção Accelerate Hope será doada para a Fundação do Câncer. Pesquisando sobre o modelo do tênis envolvido na campanha descobri que este foi feito para pronadores como eu!
A Edição especial da série GEL-Noosa TRI 10 com cores comemorativas da campanha Accelerate Hope, além do visual, a nova entressola Solyte e a placa Propulsion Trusstic garantem melhor amortecimento e resposta mais rápida durante as passadas. A altura do calcanhar reduzida oferece mais performance com um contato mais eficiente.
O que eu sei sobre este modelo?
Praticamente nada. Um verdadeiro tiro no escuro. O blogueiro Victor Caetano deixou seu feedback sobre o modelo no Corrida Urbana. Vale a leitura. O que me chamou atenção foi o menor peso em relação ao Kayano, referência para quem tem pisada pronada (na minha humilde opinião).
O tênis é muito difundido entre triatletas e o cardaço elástico foi feito ju…

Rebuild

Umas das coisas que mais admiro nesta vida é a possibilidade de mudar as coisas. De desenvolver, criar, crescer. Uma das coisas que mais tenho receio nesta vida é o imponderável, pois ele é a pitada de improvável em nossos planos, mas como diria Darwin, os organismos mais bem adaptados ao meio têm maiores chances de sobrevivência. E assim vou eu após praticamente cinco meses sem colocar o tênis.
Sair hoje cedo (não tão cedo quanto nos velhos tempos) para meu primeiro treino do ano foi muito bom. Não aconteceu nada de novo ou inesperado. Trote leve por quarenta minutos, coração com frequência alta e algumas dores de um corpo há muito abandonado.
O céu de outono azulado e sem nuvens era mesmo de outros anos. Os poucos corredores que acordam cedo eram praticamente os mesmos. O que mudou? Tudo, pois a cada passo ficamos mais fortes, mais resilientes e capazes de buscar o melhor para nós e para àqueles que nos cercam. É a busca incansável pelo equilíbrio corpo/mente para viver de uma única m…