Pular para o conteúdo principal

Honra ao mérito

E lá se vão dois anos. Ou melhor dizendo, uma jornada que mensurada pelas estradas do Brasil ligou Rio a Pernambuco. Que me trouxe mais saúde, mais equilíbrio, mais tempo para refletir, mais sabedoria, novos amigos, velhos amigos dr volta e muita, mas muita disposição para enfrentar esta nossa vida entupida de afazeres. Lembro das primeiras e enfadonhas caminhadas no interior do condomínio evoluírem para trotes e semanas depois se transformarem em corridas. Lembro das enfindáveis pesquisas sobre os mais variados assuntos para sanar dúvidas e trazer segurança para prática da corrida. Por fim, este humilde blog, fruto da necessidade da busca por foco e ainda hoje fonte de inspiração. Minha forma de manter a corrida em destaque e promover a manutenção de meu interesse por este maravilhoso esporte. Alguém em algum lugar disse: você é o que você pensa. As coisas que preenchem sua mente moldam sua forma de ser e pensar. Então, meu amigo, cuidado com o que você pensa, pois seus pensamentos norteiam suas ações.
A mente, não difere muito de nossos músculos, funciona sobre estímulos e reage conforme as condições submetidas. Medos, desejos, raiva, amor, preguiça, sonhos, gana ou quaisquer coisas que possam provocar reação no corpo, afetam também a mente. Por isso mantenho a leitura de revistas como a Runners e a O2, além de escrever este blog. Isto me ajuda a manter a corrida presente em minha mente, em meu cotidiano. A corrida não pode ser algo eventual que me "obriga" a dedicar algum tempo entre uma coisa e outra, senão seria mais uma obrigação que ficaria pelo caminho. Correr tornou-se um estilo de vida, que afetou tudo ao redor entre outras coisas, a alimentação, o sono e equilíbrio emocional.
Às vezes eu vejo as pessoas me olharem com uma cara de lua, pois é difícil explicar o que muda em uma pessoa quando começa a correr. Palavras como ânimo, perder peso, saúde e bem estar não traduzem fielmente o resultado conquistado com a corrida. Pois a maior das mudanças acontece do lado de dentro da pele. Só quem desafiou o destino sabe do que estou falando. São as sensações, os devaneios, a "conversa" direta com a consciência, provando que dá para viver mais e melhor. A corrida trouxe um outro significado para a vida e a minha relação com o tempo que ainda passarei por aqui neste mundo. Ainda há muito o que fazer e para tal, preciso de saúde. E aos eventos? O que dizer deste "circo" de corridas? A adrenalina de largar, o efeito pelotão, o sentido de auto-afirmação que um dia como este carrega nos rejuvenesce pelo simples fato de participar. Uma vez ao comentar sobre uma corrida me perguntaram se eu havia ganho a corrida - risos - mas com a cara mais lavada do mundo eu disse que havia ganho uma medalha de honra ao mérito por ter terminado a prova. Mérito de ter superado a preguiça, o sedentarismo, as minhas dificuldades do dia-a-dia para fazer algo que para quem pratica parece uma obrigação, mas para quem já está praticando é uma das maiores diversões. A corrida é o esporte mais justo que existe. Não dá para roubar. No dia da prova, ela lhe entrega o que você treinou. Simples assim. Correr é real e relativamente simples - mas não é fácil (extraído de um mural da Golden Four Brasília 2011). Você será colocado a prova fisico e mentalmente para conquistar uma qualidade de vida que talvez você nunca tenha tido antes.
Como uma imagem vale mais que mil palavras, resolvi incluir dois vídeos a este post de aniversário para mostrar minha perspectiva do que a corrida me transmite. Espero que goste.



Não é apenas o facebook que possui um timeline. O link leva para todas as imagens que já utilizei no blog até hoje. https://plus.google.com/u/0/photos/115069591254486713357/albums/5494175906542902849


Boas passadas e até o ano que vem se Deus quiser.

Comentários

  1. André

    Parabéns por estes 2 anos de uma nova vida !!!!

    Abs

    Fábio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, meu amigo.

      Estou acompanhando sua jornada também.

      Saudações rubro-negras e boas passadas!

      http://andreeotenis.blogspot.com

      Excluir
    2. Obrigada André, vou lá conferir a foto!

      Parabéns pela prova e pelo belo relato!

      Excluir
    3. Drica,

      Obrigado pela visita e pelo elogio!

      Até a próxima.

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por você passar por aqui.
Deixei sua opinião ou comentário sobre o tema. Uma boa conversa é sempre salutar.
Boas passadas!

Postagens mais visitadas deste blog

Do jeito que dá

A crise realmente chegou para todos. Da mesma forma que Lelo Apovian relata (na matéria A corrida não pode parar, publicada recentemente no site da Runners World Brasil) que a vida não está fácil para quem vive da corrida, não está fácil para nós que desafiamos o orçamento do mês para encaixar eventualmente acessórios e inscrições nas despesas mensais. É preciso se planejar e saber quanto é quando gastar. Nestas horas relembro de informações cortadas nestes anos de corrida. Uma que se aplica bem a este momento foi dita pelo nosso melhor maratonista (na minha humilde opinião) de todos os tempos. Vanderlei disse que se preparava para participar em alto nível de suas provas em média num ano. Particularmente algo sensato até para nós amadores, já que a maioria das planilhas treino (genética ou não), sugerem oito semanas de treino para um prova. Além de bom adequado, fisiologicamente dizendo, faz bem para o bolso nos dias atuais. Muitas organizações sabendo que as pessoas serão mais criteri…

Asics, Fundação do Câncer e o GEL-Noosa TRI 10

A Asics e a Fundação do Câncer chegam ao terceiro ano de uma campanha, onde 10% da receita da compra de produtos da coleção Accelerate Hope será doada para a Fundação do Câncer. Pesquisando sobre o modelo do tênis envolvido na campanha descobri que este foi feito para pronadores como eu!
A Edição especial da série GEL-Noosa TRI 10 com cores comemorativas da campanha Accelerate Hope, além do visual, a nova entressola Solyte e a placa Propulsion Trusstic garantem melhor amortecimento e resposta mais rápida durante as passadas. A altura do calcanhar reduzida oferece mais performance com um contato mais eficiente.
O que eu sei sobre este modelo?
Praticamente nada. Um verdadeiro tiro no escuro. O blogueiro Victor Caetano deixou seu feedback sobre o modelo no Corrida Urbana. Vale a leitura. O que me chamou atenção foi o menor peso em relação ao Kayano, referência para quem tem pisada pronada (na minha humilde opinião).
O tênis é muito difundido entre triatletas e o cardaço elástico foi feito ju…

Rebuild

Umas das coisas que mais admiro nesta vida é a possibilidade de mudar as coisas. De desenvolver, criar, crescer. Uma das coisas que mais tenho receio nesta vida é o imponderável, pois ele é a pitada de improvável em nossos planos, mas como diria Darwin, os organismos mais bem adaptados ao meio têm maiores chances de sobrevivência. E assim vou eu após praticamente cinco meses sem colocar o tênis.
Sair hoje cedo (não tão cedo quanto nos velhos tempos) para meu primeiro treino do ano foi muito bom. Não aconteceu nada de novo ou inesperado. Trote leve por quarenta minutos, coração com frequência alta e algumas dores de um corpo há muito abandonado.
O céu de outono azulado e sem nuvens era mesmo de outros anos. Os poucos corredores que acordam cedo eram praticamente os mesmos. O que mudou? Tudo, pois a cada passo ficamos mais fortes, mais resilientes e capazes de buscar o melhor para nós e para àqueles que nos cercam. É a busca incansável pelo equilíbrio corpo/mente para viver de uma única m…