Pular para o conteúdo principal

Caminhada Ecológica e Cultural nos Fortes

Entrada do Forte Barão de Rio Branco - fila de entrega de donativos
O longão do último domingo foi substituído por uma caminhada. Foram aproximadamente 4 Km para subir e descer passando por três construções históricas lindíssimas, diga-se de passagem, em troca de 1 Kg de alimento não perecível.

Largada: frio, estrada íngreme, sinuosa e estreita
A caminhada ganhou tons de desafio quando percebemos que um grande nevoeiro havia tomado a cidade da noite de sábado para domingo e às 9 da manhã enfrentávamos 18 graus centígrados, mas a surpreesa ainda estava por vir. A estrada de 2 Km até o topo mantinha uma inclinação de 30 a 60 graus para conquistarmos os 230 metros de altura acima do mar das fortificações construídas nos séculos XIV, XVI e XVIII. Devido a multidão que se propôs ao desafio, a primeira metade do percurso mais pareceu uma procissão.
Forte São Luiz: 2ª etapa
A segunda metade foi menos tumultuada devido àqueles que sentaram para respirar, antes de prosseguir. Diga-se de passagem, que foram criados 2 postos de assistência antes do topo, com distribuição de água e possivelmente médico. Não tive oportunidade para averiguar.

Forte do Pico: daqui tudo se vê.
No topo foi montada uma pequena feira, com estandes dos patrocinadores. Uma academia montou um espaço para aulas de spinning! Achei insano, mas divertido.

Por volta das 11 horas o nevoeiro cedeu dentro da baía e possibilitou algumas fotos. Infelizmente o oceano ficou escondido, tímido, embaixo daquele imenso edredon branco.

A descida foi menos complicada, pois para baixo a gravidade ajuda.

Maçã. A fruta da vez é a maçã. No artigo da revista O2 a nutricionista citou duas características marcantes sobre os benefícios desta fruta: auxilia na desintoxicação do corpo e auxilia no combate a formação de coágulos sanguíneos (o coração agradece). Eu achei curiosa a concentração de potássio nesta fruta. A título de curiosidade, a banana apresentação concentração 4 vezes maior. Leia na íntegra o artigo Já comeu maçã hoje?

Maçã sem pele, sem semente

Quantidade

100 gramas

Água (%)

84

Calorias

57,97

Proteína (g)

Traços

Gordura (g)

Traços

Ácido Graxo Saturado (g)

0,07

Ácido Graxo Monoinsaturado (g)

Traços

Ácido Graxo Poliinsaturado (g)

0,07

Colesterol (mg)

0

Carboidrato (g)

15,22

Cálcio (mg)

7,25

Fósforo (mg)

7,25

Ferro (mg)

0,14

Potássio (mg)

115,22

Sódio (mg)

Traços

Vitamina A (UI)

50,72

Vitamina A (Retinol Equivalente)

5,07

Tiamina (mg)

0,01

Riboflavina (mg)

0,01

Niacina (mg)

0,07

Ácido Ascórbico (mg)

5,8

Somos feitos apenas de carne e osso. Se você possui um carro, ou convive próximo a alguém que tenha, sabe que mesmo um carro novo precisa obedecer a um plano de revisão periódica. Ao passar dos anos o número de itens vistoriados tende a aumentar, visto o desgaste em decorrência do uso. Fazemos tudo isso para não ficarmos na mão ao utilizarmos o veículo, seja por causa de uma pequena vibração na direção, desgaste dos discos de freios, ou qualquer outro item vital para o funcionamento do carro. Assim, lhe pergunto: por que existem corredores que negligenciam os exames periódicos se expondo a uma fatalidade?

Boas passadas para vocês.

Comentários

  1. OLá André, agora virei sua seguidora, obrigada por ter visitado meu blog e pelo recado...
    um dia quero fazer uma corrida ou caminhada ecologica - EU AMO A NATUREZA...
    \o/ eeee simbora treina, correr...
    _____________________¶¶¶¶¶¶¶
    _____________________¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    _____________________¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ______________________¶¶¶¶¶¶¶¶
    _______________________¶¶¶¶¶¶
    _______________¶¶¶¶¶¶¶¶C¶¶¶¶¶¶¶
    ____________¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶CO¶¶¶CO¶¶_¶¶
    __________¶¶¶¶¶¶___¶¶¶¶CORRIDA¶¶_¶¶¶
    ___________¶¶¶¶_____¶CORRIDAଲCO¶¶¶¶
    _____________¶¶¶¶¶__¶CORRIDAଲC¶¶¶
    ________________¶¶¶¶¶CORRIDAଲC¶¶
    __________________¶¶¶¶CORRID¶¶¶
    ___________________¶C¶¶¶¶¶C¶¶
    _________________¶¶CORRID¶¶
    ________________¶¶CORRIDAଲ¶¶
    ________________¶¶CORRID¶¶¶¶¶
    _________________¶¶CORR¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    _______________¶¶¶¶¶¶C¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    _______________¶¶¶¶¶¶¶¶___¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ______________¶¶¶¶¶¶¶_________¶¶¶¶¶
    ____________¶¶¶¶¶¶¶_________¶¶¶¶¶¶
    __________¶¶¶¶¶¶¶___________¶¶¶¶¶
    ________¶¶¶¶¶¶¶____________¶¶¶¶
    _______¶¶¶¶¶_______________¶¶¶
    _____¶¶¶¶¶________________¶¶¶
    _¶¶_¶¶¶¶________________¶¶¶¶
    _¶_¶¶¶_________________¶___¶¶
    _¶_¶¶__________________¶¶¶__¶¶
    ¶__¶_____________________¶¶¶¶¶¶

    ResponderExcluir
  2. Realmente, valeu pelo visual :-) Foi uma chance de ver a Guanabara de um ângulo completamente diferente!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por você passar por aqui.
Deixei sua opinião ou comentário sobre o tema. Uma boa conversa é sempre salutar.
Boas passadas!

Postagens mais visitadas deste blog

André e seu novo tênis: Asics Gel Cumulus

É o Cumulus! O tênis me obrigou a fazer uma homenagem ao velho humorista que tive a satisfação de conhecer na minha infância, quando os Trapalhões passaram por Recife. Mas Cumulus é o nome do meu novo parceiro de corrida. O Asics Cumulus é um tênis com ênfase no amortecimento, mas não tão caro quanto o Asics Nimbus ou o Asics Kayano. Teste de rua. O tênis é realmente impressionou, com um amortecimento realmente inesperado. Para quem lê pela primeira vez este blog, eu estou trocando os tênis com ênfase em estabilidade por aqueles com ênfase em amortecimento. Há algum tempo busco um bom ortopedista para diagnosticar uma dor, que acho ser na crista ilíaca (depois de muito procurar em mapas de anatomia), ao invés de passar simples anti-inflamatórios.  Eu defendo uma têse de que a dor seja consequência do impacto, tanto que enquanto usei o Adidas Cushion (amortecimento) ela diminuiu. Quando voltei para o Asics Kayano (estabilidade), assim como quando usei o Adidas Sequence ela se fez mais pr…

Você é um corredor iniciante, intermediário ou avançado?

A Runners de fevereiro (Ed. 28) começa com uma matéria muito interessante na seção Treino. A matéria Semanão fala sobre a importância dos ciclos no desenvolvimento do corredor e que tentar colocar em uma única semana todos os tipos de treino é algo realmente complicado, quando não, improvável de ser feito. A sugestão é adotar um intervalo de tempo maior para que possamos incluir todos os treinos necessários para nosso desenvolvimento. A idéia é boa, simples e de praxe a revista ainda apresenta sugestões para os treinos de qualidade. Mas o que mais me marcou na reportagem foi a forma como foi identificado o nível do corredor. É a primeira vez que vejo algo do gênero, então segue o registro:Iniciante: aquele que corre até 24 Km semanaisIntermediário: aquele que corre de 24 Km a 48 Km semanaisAvançado: aquele que corre de 48 Km a 64 Km semanaisComo você se vê? Sua quilometragem semanal será determinante para o desenvolvimento de sua capacidade como corredor, seja seu objetivo ganhar resi…

O segredo dos corredores quenianos

Passei a semana procurando informações sobre corredores quenianos. Achei matérias que justificavam o desempenho deles o fator genético, outros usaram os treinos em altitude (O Quênia está a mais de 2.000 metros do nível do mar) e por fim a dedicação. A matéria O SEGREDO DOS CORREDORES QUENIANOS de Javier Triana humaniza os feitos dos queniano, mostrando mais uma vez que somos fruto do meio. A necessidade mais uma vez faz o homem. Prova disso foi que o "britânico" Mo Farah, vencedor dos 10.000 metros e o Kiprotich de Uganda fizeram. Eles treinam no Quênia, no High Altitude Training Centre, a capital mundial da corrida em distância - veja reportagem na The Finisher.
Com um estilo de vida tão simplório, correr sempre foi algo necessário para cruzar distâncias. Como foi bem dito na reportagem, eram 10 quilômetros para ir para a escola e outros dez para voltar para casa. Assim como a bola está para as crianças brasileiras, a corrida está para as crianças quenianas. A especializaçã…