Pular para o conteúdo principal

Caminhada Ecológica e Cultural nos Fortes

Entrada do Forte Barão de Rio Branco - fila de entrega de donativos
O longão do último domingo foi substituído por uma caminhada. Foram aproximadamente 4 Km para subir e descer passando por três construções históricas lindíssimas, diga-se de passagem, em troca de 1 Kg de alimento não perecível.

Largada: frio, estrada íngreme, sinuosa e estreita
A caminhada ganhou tons de desafio quando percebemos que um grande nevoeiro havia tomado a cidade da noite de sábado para domingo e às 9 da manhã enfrentávamos 18 graus centígrados, mas a surpreesa ainda estava por vir. A estrada de 2 Km até o topo mantinha uma inclinação de 30 a 60 graus para conquistarmos os 230 metros de altura acima do mar das fortificações construídas nos séculos XIV, XVI e XVIII. Devido a multidão que se propôs ao desafio, a primeira metade do percurso mais pareceu uma procissão.
Forte São Luiz: 2ª etapa
A segunda metade foi menos tumultuada devido àqueles que sentaram para respirar, antes de prosseguir. Diga-se de passagem, que foram criados 2 postos de assistência antes do topo, com distribuição de água e possivelmente médico. Não tive oportunidade para averiguar.

Forte do Pico: daqui tudo se vê.
No topo foi montada uma pequena feira, com estandes dos patrocinadores. Uma academia montou um espaço para aulas de spinning! Achei insano, mas divertido.

Por volta das 11 horas o nevoeiro cedeu dentro da baía e possibilitou algumas fotos. Infelizmente o oceano ficou escondido, tímido, embaixo daquele imenso edredon branco.

A descida foi menos complicada, pois para baixo a gravidade ajuda.

Maçã. A fruta da vez é a maçã. No artigo da revista O2 a nutricionista citou duas características marcantes sobre os benefícios desta fruta: auxilia na desintoxicação do corpo e auxilia no combate a formação de coágulos sanguíneos (o coração agradece). Eu achei curiosa a concentração de potássio nesta fruta. A título de curiosidade, a banana apresentação concentração 4 vezes maior. Leia na íntegra o artigo Já comeu maçã hoje?

Maçã sem pele, sem semente

Quantidade

100 gramas

Água (%)

84

Calorias

57,97

Proteína (g)

Traços

Gordura (g)

Traços

Ácido Graxo Saturado (g)

0,07

Ácido Graxo Monoinsaturado (g)

Traços

Ácido Graxo Poliinsaturado (g)

0,07

Colesterol (mg)

0

Carboidrato (g)

15,22

Cálcio (mg)

7,25

Fósforo (mg)

7,25

Ferro (mg)

0,14

Potássio (mg)

115,22

Sódio (mg)

Traços

Vitamina A (UI)

50,72

Vitamina A (Retinol Equivalente)

5,07

Tiamina (mg)

0,01

Riboflavina (mg)

0,01

Niacina (mg)

0,07

Ácido Ascórbico (mg)

5,8

Somos feitos apenas de carne e osso. Se você possui um carro, ou convive próximo a alguém que tenha, sabe que mesmo um carro novo precisa obedecer a um plano de revisão periódica. Ao passar dos anos o número de itens vistoriados tende a aumentar, visto o desgaste em decorrência do uso. Fazemos tudo isso para não ficarmos na mão ao utilizarmos o veículo, seja por causa de uma pequena vibração na direção, desgaste dos discos de freios, ou qualquer outro item vital para o funcionamento do carro. Assim, lhe pergunto: por que existem corredores que negligenciam os exames periódicos se expondo a uma fatalidade?

Boas passadas para vocês.

Comentários

  1. OLá André, agora virei sua seguidora, obrigada por ter visitado meu blog e pelo recado...
    um dia quero fazer uma corrida ou caminhada ecologica - EU AMO A NATUREZA...
    \o/ eeee simbora treina, correr...
    _____________________¶¶¶¶¶¶¶
    _____________________¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    _____________________¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ______________________¶¶¶¶¶¶¶¶
    _______________________¶¶¶¶¶¶
    _______________¶¶¶¶¶¶¶¶C¶¶¶¶¶¶¶
    ____________¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶CO¶¶¶CO¶¶_¶¶
    __________¶¶¶¶¶¶___¶¶¶¶CORRIDA¶¶_¶¶¶
    ___________¶¶¶¶_____¶CORRIDAଲCO¶¶¶¶
    _____________¶¶¶¶¶__¶CORRIDAଲC¶¶¶
    ________________¶¶¶¶¶CORRIDAଲC¶¶
    __________________¶¶¶¶CORRID¶¶¶
    ___________________¶C¶¶¶¶¶C¶¶
    _________________¶¶CORRID¶¶
    ________________¶¶CORRIDAଲ¶¶
    ________________¶¶CORRID¶¶¶¶¶
    _________________¶¶CORR¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    _______________¶¶¶¶¶¶C¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    _______________¶¶¶¶¶¶¶¶___¶¶¶¶¶¶¶¶¶
    ______________¶¶¶¶¶¶¶_________¶¶¶¶¶
    ____________¶¶¶¶¶¶¶_________¶¶¶¶¶¶
    __________¶¶¶¶¶¶¶___________¶¶¶¶¶
    ________¶¶¶¶¶¶¶____________¶¶¶¶
    _______¶¶¶¶¶_______________¶¶¶
    _____¶¶¶¶¶________________¶¶¶
    _¶¶_¶¶¶¶________________¶¶¶¶
    _¶_¶¶¶_________________¶___¶¶
    _¶_¶¶__________________¶¶¶__¶¶
    ¶__¶_____________________¶¶¶¶¶¶

    ResponderExcluir
  2. Realmente, valeu pelo visual :-) Foi uma chance de ver a Guanabara de um ângulo completamente diferente!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por você passar por aqui.
Deixei sua opinião ou comentário sobre o tema. Uma boa conversa é sempre salutar.
Boas passadas!

Postagens mais visitadas deste blog

Garmin Brasil: confiança tem nome!

Dia 11 de agosto, dia do último treino com meu Forerunner 610 funcionando. Não houve mandinga capaz de fazer a tela sensível ao toque responder o lado ocidental simplesmente não respondia mais ao toque.

Em conversa com o compadre Gláucio sobre que a Garmin havia montado uma unidade de reparo no Brasil. O processo foi bem simples. Num primeiro momento (1) descrevi o problema em um pedido de assistência, aos cumprir com os testes padrões sugeridos pelo atendente. Pouco tempo depois (2) recebi um orçamento para resolução do problema e se estivesse interessado, deveria realizar o pagamento do valor. O passo seguinte seria (3) enviar via correio o dispositivo sem acessórios para a Garmin Brasil. Fiz seguro e mandei via SEDEX. Daí foi aguardar pelo atendimento. A Garmin Brasil tem uma SLA de 30 dias úteis, mas não precisei aguardar tanto para rever meu FR 610 funcionando. Na última quarta treinei com ele. Estava como novo. Até a película protetora estava na tela para mostrar que era nova.


Exc…

Do jeito que dá

A crise realmente chegou para todos. Da mesma forma que Lelo Apovian relata (na matéria A corrida não pode parar, publicada recentemente no site da Runners World Brasil) que a vida não está fácil para quem vive da corrida, não está fácil para nós que desafiamos o orçamento do mês para encaixar eventualmente acessórios e inscrições nas despesas mensais. É preciso se planejar e saber quanto é quando gastar. Nestas horas relembro de informações cortadas nestes anos de corrida. Uma que se aplica bem a este momento foi dita pelo nosso melhor maratonista (na minha humilde opinião) de todos os tempos. Vanderlei disse que se preparava para participar em alto nível de suas provas em média num ano. Particularmente algo sensato até para nós amadores, já que a maioria das planilhas treino (genética ou não), sugerem oito semanas de treino para um prova. Além de bom adequado, fisiologicamente dizendo, faz bem para o bolso nos dias atuais. Muitas organizações sabendo que as pessoas serão mais criteri…

Rebuild

Umas das coisas que mais admiro nesta vida é a possibilidade de mudar as coisas. De desenvolver, criar, crescer. Uma das coisas que mais tenho receio nesta vida é o imponderável, pois ele é a pitada de improvável em nossos planos, mas como diria Darwin, os organismos mais bem adaptados ao meio têm maiores chances de sobrevivência. E assim vou eu após praticamente cinco meses sem colocar o tênis.
Sair hoje cedo (não tão cedo quanto nos velhos tempos) para meu primeiro treino do ano foi muito bom. Não aconteceu nada de novo ou inesperado. Trote leve por quarenta minutos, coração com frequência alta e algumas dores de um corpo há muito abandonado.
O céu de outono azulado e sem nuvens era mesmo de outros anos. Os poucos corredores que acordam cedo eram praticamente os mesmos. O que mudou? Tudo, pois a cada passo ficamos mais fortes, mais resilientes e capazes de buscar o melhor para nós e para àqueles que nos cercam. É a busca incansável pelo equilíbrio corpo/mente para viver de uma única m…