Pular para o conteúdo principal

EMBAIXADA IGUANA INFORMA: SORTEIO DE INSCRIÇÃO PARA A PRIMEIRA ETAPA DO CIRCUITO ATHENAS RJ

Olá para todos. O blog André e o Tênis está sorteando a partir de hoje uma inscrição para a primeira etapa do Circuito Athenas RJ. Para participar basta enviar email para andreeotenis@gmail.com com o dia e o mês do seu nascimento e uma resposta para a seguinte pergunta: o que lhe motiva a correr? O resultado será apurado no dia 14 de março, utilizando os números sorteados para QUINA. Caso ocorra mais de um contemplado, o desempate será realizado pela ordem de cadastro no sorteio. Então, quem correr e enviar um email mais rápido, já está em vantagem. O felizardo será anunciado aqui no blog na quinta-feira a noite, PENÚLTIMO DIA DE INSCRIÇÃO para prova.
O Circuito Athenas RJ ocorrerá no próximo dia 24 de março no Aterro do Flamengo. Outras informações no site do evento
Agradecimentos mais que especiais à Letícia, da Iguana Sports, por ter concedido uma cortesia para o blog. Boa sorte, amigos!

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A GOLDEN FOUR ASICS
Dou-lhe uma, dou-lhe duas e dou-lhe três! Vamos que vamos mais uma vez para a meia maratona mais organizada e que mais se preocupa com o corredor. Foi nela que debutei nos 21 km em 2011. Foi a minha ressurreição em 2012 e será uma comemoração em 2013. Do Pontal a São Conrado. Visual paradisíaco, o barulho do mar, dos tênis e da respiração compondo a trilha sonora do corredor. A G4 é mais que a corrida, pois tem uma feira com massagem, customização de camisetas, palestras de treinadores, fisiologistas, ortopedistas, nutricionistas, mesa redonda com os atletas e uma loja com o de melhor da Asics para deixar seu olhinhos brilhando. A largada às 7 da manhã é um diferencial para evitar as altas temperaturas do Rio de Janeiro.
Este ano a G4 vem com gosto de preliminar, pois será a primeira meia maratona da cidade. É uma prova. Apenas uma, sem outras distâncias. É 21K na veia, ou nada. Não tem conversa. É uma prova em que os iguais se encontram. É onde a largada por ritmo funciona. É onde sobra espaço para superação. Se for correr, seja bem vindo a "minha" Golden Four Asics. Espero que ela seja generosa para você, assim como tem sido para para mim.
As inscrições podem ser feitas através do site do evento em Golden Four Asics Rio de Janeiro.

Comentários

  1. Boa André, já estou participando. Vamos marcar um jeito de irmos na G4, ainda to pensando na logística.

    Abraços,

    Victor Caetano

    corridaurbana.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Victor,
      Vou ver se a assessoria que faço parte irá fretar um ônibus. Lhe aviso assim que tiver informações.
      Abraços.

      Excluir
  2. Fala, André!

    Seria um grande prazer participar da Golden 4 Asics no RJ, mas a data será muito próxima da outra Meia que vou disputar aqui em Campinas (dia 24/03, 2 semanas antes).

    Apesar de ainda nem ter estreado nos 21 km (a primeira será essa Meia de Campinas), já estou com outra prova na mira: a Golden 4 Asics de SP (28/07). Já ouvi muitos corredores falarem bem das Golden 4, e isso facilitou minha escolha.

    Grande abraço e bons treinos.
    Bruno - http://movidoaendorfina.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Brunno,
      A G4 realmente é uma baba! É uma prova tão boa de correr que penso em encontrar um jeito de correr as outras etapas. Acho que você não se arrepender. Ao menos aqui no Rio foi uma prova impecável nos seus dois primeiros anos.
      Vamos que vamos e boas passadas!

      Excluir

Postar um comentário

Obrigado por você passar por aqui.
Deixei sua opinião ou comentário sobre o tema. Uma boa conversa é sempre salutar.
Boas passadas!

Postagens mais visitadas deste blog

Do jeito que dá

A crise realmente chegou para todos. Da mesma forma que Lelo Apovian relata (na matéria A corrida não pode parar, publicada recentemente no site da Runners World Brasil) que a vida não está fácil para quem vive da corrida, não está fácil para nós que desafiamos o orçamento do mês para encaixar eventualmente acessórios e inscrições nas despesas mensais. É preciso se planejar e saber quanto é quando gastar. Nestas horas relembro de informações cortadas nestes anos de corrida. Uma que se aplica bem a este momento foi dita pelo nosso melhor maratonista (na minha humilde opinião) de todos os tempos. Vanderlei disse que se preparava para participar em alto nível de suas provas em média num ano. Particularmente algo sensato até para nós amadores, já que a maioria das planilhas treino (genética ou não), sugerem oito semanas de treino para um prova. Além de bom adequado, fisiologicamente dizendo, faz bem para o bolso nos dias atuais. Muitas organizações sabendo que as pessoas serão mais criteri…

Asics, Fundação do Câncer e o GEL-Noosa TRI 10

A Asics e a Fundação do Câncer chegam ao terceiro ano de uma campanha, onde 10% da receita da compra de produtos da coleção Accelerate Hope será doada para a Fundação do Câncer. Pesquisando sobre o modelo do tênis envolvido na campanha descobri que este foi feito para pronadores como eu!
A Edição especial da série GEL-Noosa TRI 10 com cores comemorativas da campanha Accelerate Hope, além do visual, a nova entressola Solyte e a placa Propulsion Trusstic garantem melhor amortecimento e resposta mais rápida durante as passadas. A altura do calcanhar reduzida oferece mais performance com um contato mais eficiente.
O que eu sei sobre este modelo?
Praticamente nada. Um verdadeiro tiro no escuro. O blogueiro Victor Caetano deixou seu feedback sobre o modelo no Corrida Urbana. Vale a leitura. O que me chamou atenção foi o menor peso em relação ao Kayano, referência para quem tem pisada pronada (na minha humilde opinião).
O tênis é muito difundido entre triatletas e o cardaço elástico foi feito ju…

Rebuild

Umas das coisas que mais admiro nesta vida é a possibilidade de mudar as coisas. De desenvolver, criar, crescer. Uma das coisas que mais tenho receio nesta vida é o imponderável, pois ele é a pitada de improvável em nossos planos, mas como diria Darwin, os organismos mais bem adaptados ao meio têm maiores chances de sobrevivência. E assim vou eu após praticamente cinco meses sem colocar o tênis.
Sair hoje cedo (não tão cedo quanto nos velhos tempos) para meu primeiro treino do ano foi muito bom. Não aconteceu nada de novo ou inesperado. Trote leve por quarenta minutos, coração com frequência alta e algumas dores de um corpo há muito abandonado.
O céu de outono azulado e sem nuvens era mesmo de outros anos. Os poucos corredores que acordam cedo eram praticamente os mesmos. O que mudou? Tudo, pois a cada passo ficamos mais fortes, mais resilientes e capazes de buscar o melhor para nós e para àqueles que nos cercam. É a busca incansável pelo equilíbrio corpo/mente para viver de uma única m…